Foz terá pronto atendimento infantil

O prefeito de Foz do Iguaçu Chico Brasileiro anunciou, na manhã desta sexta-feira, 1º de março, a implantação do Pronto Atendimento Infantil, o PAI. O projeto estava em estudo desde o ano passado e após uma reorganização de cronogramas e valores, o município encontrou na reforma e ampliação do prédio do Centro de Especialidades Médicas (CEM), na Avenida Paraná, a melhor alternativa.

 

Com a ampliação do prédio, o PAI terá 1.800 metros de área construída, e capacidade para atender até 300 crianças por dia. O valor da obra está estimado em R$ 5 milhões, com recursos próprios do município e apoio do Governo do Estado, por meio do programa Saúde do Viajante, para a compra de equipamentos, na ordem de R$ 2,5 milhões. O terreno onde hoje está o CEM pertencia ao INSS e foi repassado no final do ano passado ao município.

 

Com a implantação do PAI, os serviços do CEM - ambulatório de consultas especializadas - serão transferidos para o prédio Center Rios, na avenida Brasil, próximo a Secretaria de Saúde. O restante dos serviços (Farmácia, Laboratório, DST/Aids e Centro de especialidades Odontológicas) permanecerá na avenida Paraná, e funcionará junto ao PAI.

 

A mudança, segundo o prefeito, trará maior comodidade e economia. “O serviço do PAI terá a importante retaguarda do Hospital Municipal que está ao lado, e os atendimentos do CEM também ganharão agilidade, já que a Secretaria de Saúde estará muito próxima, facilitando alguns trâmites, como liberação de exames de alta complexidade”, explicou.

 

Mudança

A mudança dos prédios acontecerá de forma gradativa. Primeiro, o município inicia a reforma no prédio Center Rios, e em seguida, no CEM. “O prédio na Avenida Brasil possui dois pisos,14 salas e recepção onde funcionavam consultórios, então as reformas serão simples, com pintura e algumas melhorias”, disse o prefeito. A partir de maio, após a licitação, deve-se iniciar a reforma do prédio na avenida Paraná, com previsão de inauguração do PAI até o final deste ano.

 

Estrutura

O PAI terá capacidade para 300 atendimentos por dia. O espaço contará com sala de emergência (sala vermelha) com dois leitos, entrada exclusiva para ambulância, 12 leitos de observação clínica, além de três leitos de isolamento com todo suporte operacional, terapêutico e diagnóstico. Junto a esse complexo funcionará o Centro de Especialidades Pediátricas, o qual contará na sua estrutura com 5 consultórios, sala de sutura, sala de aplicação de medicamentos, sala de curativos e sala de imunização, além da parte administrativa.

 

As reformas no prédio da Avenida Paraná incluem também reorganização de todo espaço do estacionamento, repaginação e paisagismo. Na unidade, um espaço lúdico para o bem estar do pequeno paciente também está previsto. “Vamos buscar humanizar o atendimento a nossas crianças e para isso, precisamos pensar no espaço como um todo”, enfatizou Brasileiro. Conforme estimativa do IBGE, a projeção para população infantil (até 14 anos) na cidade representa cerca de 25% do total.