Delegado da PF lança livro em Foz

As falhas nas políticas públicas de segurança nos grandes centros urbanos provocam o aumento na criminalidade nas regiões fronteiriças. Isso porque, é nas fronteiras que as organizações criminosas buscam itens para vender ou para manter sua operação.

 

A avaliação é do delegado da Polícia Federal, Rafael França, um dos palestrantes do Simpósio Soberania e Integração de Fronteiras, evento realizado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), nos dias 15 e 16 de março, em Foz do Iguaçu. França fará a palestra ‘Controle de fronteiras no Brasil’, tema que dá nome ao seu livro, lançado no final do ano passado. A obra é resultado da experiência do delegado em atuações nas fronteiras brasileiras.

 

“As questões envolvendo o controle em fronteiras têm encontrado respostas somente em eventos como este. É passada a hora de um debate mais focado e técnico sobre nossos compromissos nesse campo de estudo”, destaca França, que atualmente atua em Rio Branco, no Acre. Mestre em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/RS) e doutor em Estudos Estratégicos Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o delegado fará no simpósio o lançamento do seu livro, assim como outros palestrantes do evento.

 

O evento terá quatro palestras com especialistas em diferentes segmentos do desenvolvimento de fronteiras. Além de França, o procurador da república, Sérgio Arenhart, falará sobre o tema ‘Ações coletivas no Mercosul’ e o professor doutor, Pery Shikida, abordará o tema ‘Economia do crime’. Ambos farão apresentação de livros sobre os temas das palestras. O quarto palestrante será o coordenador da Esic – Business & Marketing School, Alexandre Weiler, com a palestra “Tendência em negócios de tecnologia”.

 

O simpósio Soberania e Integração de Fronteiras acontecerá no auditório da Polícia Federal de Foz do Iguaçu (PF) e é aberto à participação pública. Durante o evento, haverá uma exposição de produtos contrabandeados na tríplice fronteira, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Contrabando, em 3 de março.

 

Sobre o IDESF – O IDESF é uma instituição sem fins lucrativos, com sede em Foz do Iguaçu (PR), que, por meio de estudos, ações e projetos, promove a integração entre as regiões de fronteira, o fortalecimento das relações políticas, sociais e econômicas e o combate aos problemas próprios dessas regiões.

 

Foto - Christian Rizzi

@rizzi1971