Copa Air Line pode estender seus voos até Foz

O Destino Iguaçu ganhou um aliado de peso para conquistar uma voo direto ligando Foz do Iguaçu à capital do Panamá, na América Central. No último final de semana, o prefeito Chico Brasileiro recebeu o presidente panamenho, Juan Carlos Varela, que cumpriu agenda de cooperação turística e econômica na Tríplice Fronteira. A Cidade do Panamá está numa localização estratégica na ligação entre as américas.

O Panamá possui um importante hub aéreo, plataforma giratória com conexões rápidas para mais de 30 países do continente americano, especialmente Estados Unidos, México e Canadá. “Juan Carlos Varela visitou as Cataratas do Iguaçu e conheceu as obras de ampliação do nosso aeroporto (internacional de Foz do Iguaçu)”, comentou o secretário de Turismo, Industria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

“Ao final do encontro, ficou a certeza que conquistamos um aliado estratégico na batalha pela captação do voo da Copa Airlines para Foz do Iguaçu”, ressaltou o secretário. A companhia panamenha possui aproximadamente 100 aeronaves, dentre elas o moderno Boeing 737 Max, com autonomia para fazer ligação direta entre o Destino Iguaçu e a capital do Panamá.

A empresa, segundo informou Piolla, já mantém voos regulares para nove destinos no Brasil. Em julho do ano passado, a Copa Airlines estreou voos diretos para Fortaleza, no Ceará e Salvador, na Bahia. Além disso, a companhia mantém voos para São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte (Minas Gerais), Brasília (DF), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Manaus (Amazonas) e Recife (Pernambuco).

Panorama
A Copa Airlines, subsidiária da Copa Holdings, é a líder na América Latina para transporte de passageiros. A companhia aérea oferece atualmente, após 70 anos de operação ininterrupta, serviço para mais de 78 destinos de 32 países nas América do Norte, América Central, América do Sul e no Caribe.

“Com a repaginação do nosso terminal de passageiros e a instalação de fingers, estaremos aptos a receber a Copa e outras companhias aéreas ainda em 2019″, comemora Piolla. O terminal está recebendo, desde a metade do ano passado, uma série de obras de alongamento da pista de pouso e decolagem, instalação e pontes de embarque e desembarque.

O plano de obras prevê ainda ampliação em 40% da estrutura para guichês das companhias aéreas, melhorias no estacionamento e duplicação dos cerca de 800 metros da rodovia de acesso, da BR-469 (Rodovia das Cataratas) até o Aeroporto.

Geografia
Foz do Iguaçu, na avaliação de Piolla, conta com outro aliado forte, que é a localização geográfica privilegiada. “Estamos entre as regiões Oeste do Paraná, em solo brasileiro, o Departamento de Alto Paraná, no Paraguai, e a Província de Misiones, na Argentina”, destacou.

De acordo com avaliações do secretário, somando as populações de toda a região, são aproximadamente 3,5 milhões de habitantes num raio de 200 quilômetros.”Com todos estes dados, o destino constitui-se num emissivo turístico valioso para captação de voos internacionais”, completou Piolla.